terça-feira, 17 de Setembro de 2019

 
caetano 468x60
Passageiros & Mobilidade
10-09-2019
Investimento de 420.000€
Horários do Funchal renova frota para passageiros com mobilidade reduzida
A empresa Horários do Funchal renovou recentemente a sua frota de veículos para passageiros com mobilidade reduzida através da aquisição de duas carrinhas Mercedes-Benz Sprinter, com capacidade para até quatro cadeiras de rodas, e um autocarro especialmente desenvolvido pelo carroçador Mobipeople e a Auto Sueco, com capacidade para até nove cadeiras de rodas. Único no mundo, o veículo vai agora ser testado nas condições singulares da Madeira.

Foi com pompa e circunstância que a Horários do Funchal apresentou as novas viaturas especialmente concebidas para passageiros com mobilidade reduzida. «Este é um dia especial para a Horários do Funchal porque concluímos a renovação da frota para o serviço destinado a pessoas com mobilidade reduzida. Iniciámos este serviço em 2005, e nesse ano, transportámos mil pessoas. Hoje em dia, foram já transportadas mais de 12 mil», revelou o presidente da Horários do Funchal, Alejandro Gonçalves.



«A partir de agora, todas as pessoas com mobilidade reduzida têm ao seu dispor duas carrinhas, com capacidade para transportar até quatro cadeiras de rodas, e respetivos acompanhantes, e um autocarro único com capacidade para transportar até nove cadeiras de rodas. O valor global de investimento para este serviço foi de 420 mil euros. Desta forma, a Horários do Funchal vem demonstrar que tem uma estratégia bem definida em prol da população e do verdadeiro serviço público», explicou o responsável.

Em relação ao autocarro para PMR, Alejandro Gonçalves detalhou que se trata de um autocarro «único no mundo, pensado e desenhado para a Horários do Funchal satisfazer a população de uma região também ela única, a Região Autónoma da Madeira».



A nível técnico, o presidente da Horários do Funchal esclareceu que «este autocarro tem na sua base de concepção um camião Volvo, fornecido pela Auto Sueco», e que «o posto de condução foi recuado para permitir ao motorista a melhor posição de cobrança e ajuda aos passageiros e também para ter as melhores condições de segurança e condução». Já a carroçaria foi feita de raiz pela carroçadora de Mobipeople, «permitindo uma qualidade acima da média, quer para os passageiros, quer para o motorista».

A configuração única deste veículo vai assim permitir à Horários do Funchal «prestar um serviço a pessoas com mobilidade reduzida de forma independente, uma vez que a deslocação de carreiras de rodas dentro do autocarro não precisa de uma ordem de entrada ou de saída, garantindo uma melhor mobilidade e independência aos passageiros».



Em exclusivo à Transportes em Revista, António Catarino, administrador da Mobipeople, revelou que «um dos principais desafios foi o reposicionamento do posto do motorista, que levou à transformação total da frente do veículo. Se tivéssemos mantido o motorista na posição normal de condução, era impossível existir a interação entre o mesmo e os passageiros para necessidades de cobrança e auxílio». Resolvida essa questão, o administrador esclareceu ainda que «tivemos também outro desafio, juntamente com a Auto Sueco, em “maquilhar” o autocarro e garantir-lhe uma imagem limpa e um design interessante». Desde a sua concepção, o veículo demorou cerca de dois anos até ao produto final, e teve um custo de 280 mil euros.

Presente na cerimónia, Pedro Oliveira, diretor-geral da Auto Sueco, mostrou-se orgulhoso e satisfeito pela sua empresa ter sido escolhida e fazer parte deste projeto. «Acreditamos que este é um momento importante e de grande significado para nós como marca, mas também para os Horários do Funchal e para todos os madeirenses».



O responsável agradeceu ainda o desafio e a confiança depositada na Auto Sueco, uma vez que «estamos perante um equipamento muito específico, com elevado nível de inovação e de exigência, quer do ponto de vista conceptual, quer do ponto de vista tecnológico. Este veículo exigiu todo o empenho e competência quer dos nossos técnicos, quer de todas as entidades envolvidas».

A cerimónia de apresentação das viaturas encerrou com o discurso de Miguel Albuquerque, presidente do Governo Regional da Madeira, que fez questão de sublinhar que «a Horários do Funchal é das empresas mais desenvolvidas e com maior capacidade de enfrentar desafios para o futuro».



«Vamos renovar, nos próximos quatro anos, 129 viaturas da Horários do Funchal», disse Miguel Albuquerque. «Neste momento, estamos precisamente no processo de aquisição de vários veículos, incluindo viaturas elétricas. Temos que ter a capacidade de manter o transporte público atrativo e confortável para os nosso clientes. O nosso sucesso deve-se à capacidade de interpretar o mercado e garantir uma resposta que uma empresa pública de transporte deve ter», afirmou taxativamente o presidente do Governo Regional.

No dia da apresentação destas viaturas, encerrou o concurso público lançado pela Horários do Funchal para a aquisição de 30 novos autocarros, no valor global de 7,8 milhões de euros. Sabe a Transportes em Revista que foram apresentadas duas propostas.
por: Pedro Venâncio
711 pessoas leram este artigo
30 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 












RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA