quinta-feira, 23 de Março de 2017

 
caetano 468x60
Carga & Mercadorias
10-02-2017
Portugal continental
Portos registam melhor resultado de sempre em 2016
A AMT – Autoridade da Mobilidade e dos Transportes anunciou que no ano de 2016, o volume de carga movimentada ultrapassou os 93,9 milhões de toneladas de carga, o mercado de contentores apresentou o valor mais elevado de sempre e Sines viu a sua quota de mercado aumentar para 54,5%, destacando-se novamente como líder no sistema portuário.

O volume de carga movimentada pelos principais portos comerciais que integram o mercado portuário do continente ultrapassou os 93,9 milhões de toneladas de carga, um aumento de +5,1% do volume face a 2015. Este desempenho deve-se, sobretudo, ao comportamento observado no porto de Sines, cujo movimento ascendeu a 51,2 milhões de toneladas, +7,2 milhões de toneladas (+16,4%) superior ao verificado no ano anterior, explica a AMT.

Em termos de variações positivas, Sines é acompanhado pelo porto da Figueira da Foz que registou um acréscimo de +3,7% (+74 mil toneladas), ao que se contrapõem as quebras verificadas nos restantes portos, que ascendem a um total de cerca de -2,7 milhões de toneladas, fixando um acréscimo final global líquido de +4,6 milhões de toneladas.

Dos portos com variações negativas, face a 2015, destaca-se o porto de Lisboa, que fechou o ano de 2016 com quase -1,4 milhões de toneladas (-11,9%), Setúbal com -509,6 mil toneladas (-6,8%), Leixões com -475,8 mil toneladas (-2,5%), Faro com -237,9 mil toneladas (-60%), Aveiro com -14,6 mil toneladas (-2,5%) e Viana do Castelo com -41,3 mil toneladas (-9,6%). Assinala-se o facto de o porto de Faro ter registado em dezembro um embarque de seis mil toneladas, num quadro de suspensão da atividade portuária desde junho por efeito da suspensão da atividade da unidade de produção da Cimpor, em Loulé.

O ano de 2016 marca também o mercado de contentores, que apresenta também o valor mais elevado de sempre neste segmento, registando um volume de cerca de 2,74 milhões de TEU, em operações Lo-Lo e Ro-Ro, superior em +6,4% ao registado em 2015. Este crescimento é verificado sobretudo nos portos de Sines, Setúbal, Figueira da Foz e Leixões que apresentam um aumento de 13,6%, 29,2%, 15,6% e 5,6%, respetivamente. O porto de Lisboa registou uma quebra de -18,7% face a 2015.
por: Miguel Pedras
1236 pessoas leram este artigo
115 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  



Spinerg


  





Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA