sexta-feira, 28 de Abril de 2017

 
Carga & Mercadorias
07-10-2016

Projeto-piloto no Ártico:
Finlândia estuda impacto das emissões de carbono negro
Várias instituições finlandesas estão a realizar um estudo para aperfeiçoar as técnicas de medição de carbono negro emitidas pelos motores a diesel dos navios de transporte de mercadorias. O projeto-piloto está a ser realizado no Ártico e os primeiros resultados revelam que o peso dos motores e a tipologia de combustível têm um grande impacto sobre as emissões de carbono negro por navio.




O transporte marítimo é atualmente responsável por mais de três por cento das emissões globais de CO2, e as emissões totais deste setor continuam a aumentar devendo chegar a cinco por cento até 2050. Na Europa, o “shipping” é responsável pela emissão de quatro por cento dos gases de efeito de estufa, revelam os últimos dados da Comissão Europeia. Os dados revelados pela OMS – Organização Mundial de Saúde, revelam mesmo que as emissões provocadas pelo transporte marítimo representa cerca de 50 mil mortes prematuras por ano na Europa e têm um custo para a sociedade de mais de 50 mil milhões de euros.

Neste sentido, a VTT Technical Research Centre da Finlândia, o Instituto Meteorológico finlandês e as Universidades de Tampere e Turku uniram esforços para encontrar novas tecnologias que permitam uma melhor medição das emissões do chamado carbono negro. Este é um dos principais constituintes das partículas emitidas pela combustão incompleta de combustíveis fósseis, biomassa e biocombustíveis e as suas partículas mais finas, quando penetram no sistema respiratório, podem causar graves problemas cardiorrespiratórios. Por outro lado, caso seja absorvido diretamente pela corrente sanguínea, o carbono negro pode afetar outros órgãos e causar cancro. No entanto, a concentração de carbono negro na atmosfera é igualmente um dos principais causadores do aquecimento climático depois das emissões de dióxido de carbono. Segundo a Quercus, “o carbono negro absorve a radiação solar e não permite que a radiação refletida pela superfície terrestre saia da atmosfera, por isso contribui para o aquecimento global, e em última instância, para as alterações climáticas”.

De acordo com Jukka Lehtomaki, da VTT, “é essencial encontrar um método para medir as emissões de carbono negro, principalmente agora, que a IMO – Organização Marítima Internacional, está a avaliar a necessidade de controlar essas emissões. No entanto, ainda não foi identificado nenhum instrumento de medição que seja confiável”. Em outubro, a VTT deu início aos testes em laboratório, analisando diferentes combustíveis marítimos, cada um com quantidades variáveis de enxofre, e diferentes motores diesel. O próximo passo da experiência passará por validar os resultados alcançados em ambiente real, num navio equipado com um sistema que permite a dessulfuração de gases de combustão. Os resultados iniciais, permitem concluir que o peso dos motores e os diferentes tipos de combustíveis marítimos têm um grande impacto sobre as emissões de carbono negro. No entanto, só no início do próximo ano é que os resultados finais desta experiência irão ser conhecidos, prevendo-se que estes possam contribuir significativamente para encontrar um sistema de medição de carbono negro que possa ser aplicado no setor e que permita limitar o nível de emissões por navio.

Lançado em janeiro de 2015, este projeto, que faz parte do programa “Teke´s Seas Arctic”, possui um orçamento de cerca de 700 mil euros e irá terminar em dezembro do corrente ano.
1387 pessoas leram este artigo
203 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
1 pessoa comentou este artigo
Comentários
07-12-2016 18:22:07 por Zero à esquerda
Perca de tempo e dinheiro mal gasto. Ver Stena Line e o que fizeram para ultrapassar o problema das emissões.Os países Europeus não têm governantes com genica para legislar sobre os combustíveis de baixo teor de carbono ou mesmo zero de emissões.50 Estados dos USA têm legislação que regula de forma competitiva a utilização do Methanol e DME como combustíveis para uso diário em qualquer tipo de veiculo. O mercado decide face aos preços das alternativas que lhe são postas e são muitas. Isto é liberdade
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  



Spinerg


  





Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA