sexta-feira, 20 de Setembro de 2019

 
caetano 468x60
Carga & Mercadorias
27-10-2015
Connecting European Facility
Porto de Setúbal coordena projeto “GAINN4MoS”
O Porto de Setúbal, em representação da APP – Associação dos Portos de Portugal, assumiu a coordenação nacional do projeto europeu “GAINN4MoS” (Sustainable LNG Operations for Ports and Shipping – Innovative Pilot Actions). Este é um dos projetos de investimento que Portugal apresentou à Comissão Europeia no âmbito da Rede Transeuropeia de Transportes (RTE-T) e que será cofinanciado pelo “Mecanismo Interligar a Europa” - CEF – Connecting European Facility.
Com um orçamento de 40 milhões de euros, o “GAINN4MOS” envolve Portugal, França, Itália, Espanha, Eslovénia e a Croácia, e tem como principais objetivos contribuir para a integração da nova diretiva europeia da energia limpa no quadro do sector portuário, energia e transporte marítimo; definir e executar novas regras de atuação dos terminais portuários, ao nível da segurança e logística no transporte e abastecimento dos navios de carga com LNG; desenvolver uma estratégia para o shipping neste âmbito. Portugal, Espanha, França e Itália vieram a beneficiar cada um de cerca de 9 milhões de euros e os restantes países cerca de 1 milhão cada.
Portugal candidatou três projetos-piloto de “retorfitting de navios. O primeiro, submetido pelo Porto de Leixões e que tem um orçamento de 2,72 milhões de euros é o “LNG in the Port of Leixões Fleet”. Outro dos projetos submetidos é o “PLIM - Projeto Logístico Intermodal da Madeira” Action SHIPS&LOG”, que envolve a APRAM e o Grupo Sousa e cujo orçamento é de 1,570 milhões de euros. Finalmente, o “Deep Blue Atlantic Retrofitting”, com um orçamento de 4,5 milhões de euros e que tem como promotores os Portos dos Açores e a Mutualista Açoreana.
Em comunicado, o Porto de Setúbal revela que “o trabalho entre as duas entidades privadas portuguesas e as empresas públicas gestoras dos portos dos Açores, da Madeira, de Douro e Leixões e de Setúbal e Sesimbra ficou patente nos excelentes resultados obtidos na primeira reunião do consórcio “GAINN4MoS”, realizada em Valência a 13 de outubro. Nesta reunião, cada um dos proponentes apresentou as linhas de ação previstas para os pilotos bem como a sua calendarização e Portugal deixou bem vincada a mais-valia dos seus projetos. A comparticipação média comunitária será de 46,5 por cento”.
Recorde-se que no ano passado, o ainda secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, revelou durante uma reunião dos ministros dos Transportes da União Europeia, em Atenas, que «devido à sua localização única, as regiões ultraperiféricas dos Açores e Madeira poderão tornar-se Hubs” para o fornecimento de LNG para o tráfego marítimo com os Estados Unidos e África Ocidental».
por: Pedro Pereira
Tags: APDL   APRAM   APSS   LNG   Projeto GAINN4MOS   RTE-T  
1976 pessoas leram este artigo
657 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 












RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA