3/2/2020

Nenhuma proposta apresentada

Concurso para os transportes da região de Aveiro ficou “vazio”

O prazo para a entrega de propostas referentes ao concurso para os serviços públicos de transporte de passageiros da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA) terminou e o número de candidatos foi: zero.
Ao que a Transportes em Revista conseguiu apurar, nenhum operador de transportes rodoviários apresentou proposta para um concurso apresentado em novembro, que tinha um prazo de concessão de cinco anos e que abrangia uma operação em dez dos 11 municípios da CIRA, ficando a cidade de Aveiro de fora deste procedimento. (ver AQUI notícia).
Segundo fonte oficial da Transdev, o principal operador de transportes da região e que detém a concessão da Aveirobus a rede de transportes da cidade de Aveiro, «a análise dos termos em que o concurso foi lançado revelaram uma equação económica insustentável». A empresa justifica a sua não presença no concurso com o facto de a rentabilidade prevista ser «negativa» o que iria inviabilizar «a assunção de novos investimentos, em particular na renovação da frota e sistemas de suporte». Segundo a Transdev, «a ausência de uma fórmula de atualização que esteja alinhada com a perspetiva de evolução das componentes de custo, particularmente do custo de condução e energia, tornaria a exploração deficitária, logo impossível de realizar em condições de garantir a qualidade e a oferta necessárias».
A transportadora francesa deixa ainda um aviso às autoridades de transportes responsáveis pela elaboração e lançamento dos concursos que atualmente estão a decorrer um pouco por todo o país: «há 20 anos que a Transdev investe continuadamente no mercado português. A intenção é continuar a investir em Portugal, desde que existam investimentos sustentáveis, com parecer positivo da análise de riscos e com uma rentabilidade mínima adequada».

Por: Pedro Pereira
Fonte: