quinta-feira, 23 de Maio de 2019

 
caetano 468x60
Carga & Mercadorias
16-05-2019
Defende Joaquim Vale
«Corredores bus podem ajudar muito na distribuição urbana»
Presente na 1.ª Conferência: As Cidades e a Logística, organizada pela APLOG, Joaquim Vale, administrador da Santos e Vale, questionou o porquê dos corredores bus não poderem ser utilizados por veículos afetos ao transporte de mercadorias. À Transportes em Revista, o responsável esclareceu que «os corredores bus podiam ajudar muito na distribuição urbana porque iriam reduzir os tempos de fila e de espera dos veículos pesados para distribuição no centro das cidades».

Segundo Joaquim Vale, «estas faixas iriam otimizar e rentabilizar a distribuição», otimização essa que iria «reduzir substancialmente a emissão de dióxido de carbono. Uma coisa é um veículo estar parado numa fila meia hora, outra é fazer o percurso de entrega em cinco minutos», explicou.

A utilização dos corredores bus para o transporte de mercadorias seria assim uma solução benéfica para a diminuição dos condicionamentos de trânsito nos centros urbanos. «Mesmo nas horas de ponta, existe disponibilidade nas faixas bus para a passagem de mais veículos», acrescentou.

Sendo uma matéria do «interesse comum», Joaquim Vale revelou que «gostaria muito» que as autarquias discutissem esta possibilidade, pois no final, «todos ficariam a ganhar».
por: Pedro Venâncio
606 pessoas leram este artigo
31 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
 
 
 
 
 
 
 
 

 





Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA