domingo, 5 de Abril de 2020

 
RL 468x60
Carga & Mercadorias
18-02-2020
Marco Oliveira, responsável de Transporte Internacional da Cepsa Portugal
«O desenvolvimento de uma grande empresa de energia e o respeito ao meio ambiente podem andar de mãos dadas»
A Transportes em Revista conversou com Marco Oliveira, responsável de Transporte Internacional da Cepsa Portugal, no rescaldo da participação da Cepsa na XIV Convenção ARP. Nas palavras do responsável, a Cepsa é já uma companhia energética global, que apesar do impacto que cria no meio ambiente, faz um esforço para torná-lo o mais baixo possível.

Transportes em Revista (TR) - Que rescaldo faz da presença da Cepsa na XIV Convenção ARP?
Marco Oliveira (MO) - O rescaldo, tal como o das últimas participações em evento ARP (Associação Rodoviária de Transportadores Pesados de Passageiros), é extremamente positivo, já que a Cepsa cumpriu os objetivos a que se propôs: estar próxima dos players centrais de um mercado muito particular e apresentar as Portagens Eletrónicas Dual e Trio e os cartões StarRessa.

TR - Qual o interesse da Cepsa em ter marcado presença nesta convenção, sendo mesmo a única petrolífera presente?
MO - Somos parceiros da ARP justamente porque acreditamos na importância estratégica de chegar aos seus associados, com a oferta de serviços e produtos diferenciados que acrescentam valor às suas atividades diárias. Acreditamos ter uma oferta única, o que pode ajudar a explicar o facto de sermos a única petrolífera presente. O transporte pesado de passageiros tem um peso significativo no volume de vendas da companhia.

TR - Em que consistem os sistemas de portagem eletrónica Dual e Trio?
MO - O Dual é um sistema de portagem eletrónica que permite transitar pelas estradas de Espanha, Portugal e França, sem necessidade de parar. Basta colocar o dispositivo Dual (Tis-PL + VIA T) no para-brisas. Além de eliminar a necessidade de parar nas portagens, o Dual permite controlar os consumos através do site e descarregar os dados das transações para os incorporar diretamente no seu programa de gestão; receber mensalmente uma fatura válida para a recuperação do IVA internacional com os detalhes cronológicos de todos os trajetos efetuados e ainda beneficiar de descontos nas autoestradas de Espanha, França e Portugal.

A portagem eletrónica Trio permite transitar pelas estradas de Espanha, Portugal, França, Áustria, Polónia, Itália e no túnel de Liefkenshoeck (Bélgica) e inclui ainda o pagamento das portagens nas autoestradas na Áustria, além de todas as vantagens atrás descritas.

TR - Quais as vantagens dos cartões StarRessa e StarRessa Eurotrafic?
MO - No que toca aos cartões, o StarRessa é um meio de pagamento especialmente pensado para os profissionais do transporte, uma vez que reúne todos os produtos e serviços que um cliente profissional pode necessitar. Tem como vantagens o desconto em combustível; assistência na estrada 24 horas por dia; serviço de localização GPS e gestão de frotas; devolução do IVA internacional; ajuda na gestão através de faturação eletrónica e acesso a seguros. Permite ainda fazer o pagamento de combustível, portagens, serviços numa vasta rede de oficinas, lavagem automática e concessionários oficiais ou rotas para transporte de cargas em ferries e taxas rodoviárias.

O Cartão StarRessa Eurotrafic é um meio de pagamento para os profissionais do transporte que viajam para o estrangeiro. Possibilita descontos em combustíveis; pagamento em postos de abastecimentos da Cepsa; pagamentos em portagens e nas oficinas de veículos comerciais; faturação detalhada online e assistência na estrada. É válido em 18 países europeus e em Marrocos incluindo as redes de portagens.

TR - Qual a adesão a estes sistemas Cepsa?
MO - Tem uma grande procura no mercado profissional, uma vez que facilita o dia-a-dia dos profissionais de transporte. Permite estarem servidos com descontos de combustível na Europa e pagamento de portagens.



TR - De que forma a Cepsa pode tornar-se mais do que uma empresa petrolífera?
MO - A Cepsa já é mais do que uma empresa petrolífera, sendo uma companhia energética global, que opera de modo integrado em todas as fases da cadeia de valor dos hidrocarbonetos, além de fabricar produtos a partir de matérias-primas de origem vegetal e de estar presente no setor das energias renováveis. Está presente em todos os cinco continentes através das suas áreas de negócio de exploração e produção, refinação, petroquímica, marketing, gás e eletricidade e trading.

Em Portugal, operamos desde 1963 e, desde aí, temos sempre vindo a diversificar a nossa atividade e a crescer. Hoje em dia, conforme transmite a campanha “Por Ti”, o maior momento de comunicação em 2020, a nossa oferta é diversificada e enquadrada com as necessidades e expetativas do consumidor local com produtos como o gás, os combustíveis, lubrificantes, asfaltos, aviação e mais recentemente a eletricidade.

TR - Como pode a Cepsa reduzir a sua pegada ambiental, sendo o seu core business os produtos e serviços petrolíferos?
MO - Estamos cientes de que nossas atividades têm impacto no meio ambiente, mas fazemos um esforço para torná-lo o mais baixo possível. Acreditamos que o desenvolvimento de uma grande empresa de energia e o respeito ao meio ambiente podem andar de mãos dadas.

Nesse sentido, desenvolvemos projetos para reduzir a emissão de gases e trabalhamos sob um rigoroso sistema de controlo de emissões de CO2 para atender ao Protocolo de Quioto nas nossas instalações. Também colaboramos em projetos nos países em desenvolvimento, fornecendo a tecnologia necessária para produzir energia eficiente.

A Cepsa é certificada pelo Carbon Disclosure Project (CDP) por agir com transparência e pela nossa boa gestão em relação às mudanças climáticas, os seus riscos e oportunidades. E, na Cepsa, fazemos muito mais do que apenas atender às normas e regulamentos internacionais e europeus. Implementamos Sistemas de Gestão de Energia internos para controlar o nosso consumo de energia e realizamos ações para promover um comportamento socialmente responsável entre os nossos profissionais.
por: Pedro Venâncio
555 pessoas leram este artigo
84 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
 
 
 
 
 












RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA