domingo, 27 de Setembro de 2020

 
Reta
Carga & Mercadorias
13-02-2020

MAN TGS
Flexibilidade e eficiência em todas as situações
Para operações que envolvem o transporte entre a empresa, o campo e o armazém, a MAN propõe camiões agrícolas da série TGS, que oferecem uma elevada carga útil, baixo consumo e elevado conforto.



Com o objetivo de assegurar uma utilização combinada no campo, em estradas não pavimentadas e na estrada para exploração agrícola, a MAN Truck & Bus desenvolveu uma versão trator de semirreboque da Série TGS adaptada para o transporte de produtos agrícolas. A solução da marca alemã está disponível com tração integral e altura elevada ao solo, assim como com tração dianteira permanente ou comutável.

O trator de dois eixos MAN TGS 18.510 4x4 BLS pode ser equipado com pneus agrícolas largos que não danificam o solo com as dimensões de 445/65 R22.5 à frente e 600/50 R22.5 atrás. Isto permite manter a largura habitual dos camiões de 2,55 metros e cumprir os requisitos de manutenção de estradas rurais e superfícies úteis, já que estes pneus com perfil em V são mais largos e circulam com baixa pressão.

A combinação da tração integral permanente com pneus largos que não danificam o solo apresenta uma vantagem mais significativa nos trajetos que envolvem a movimentação de estradas rurais para as pastagens ou campos de cultivo. A passagem direta da mercadoria transportada entre a máquina agrícola no campo e o camião evita interrupções da colheita ou do trabalho do campo, e reduz os trajetos. Como nem todas as estradas são asfaltadas, o diferencial central na caixa de transferência evita danos na tração integral permanente, pois é criada uma compensação entre o eixo dianteiro e traseiro. Para obter o máximo de tração, o motorista pode acoplar os bloqueios de diferencial na direção longitudinal e, posteriormente, na direção transversal, recorrendo a um interruptor giratório.

O sistema hidráulico do MAN TGS dispõe da função Load Sensing para regular o caudal e a pressão do óleo, em função das necessidades. Isto significa que a potência hidráulica total só está disponível quando é necessária. Como a bomba hidráulica não tem de funcionar sempre com a capacidade total de carga, é possível poupar combustível, aumentando, dessa forma, a rendibilidade do camião.

O MAN TGS 18.510 4x4 BLS conta ainda com o novo sistema de direção assistida MAN ComfortSteering, que oferece assistência ao condutor. Dependendo da situação, um motor elétrico reforça com um binário adicional o binário da direção aplicado pelo condutor, reduzindo assim o esforço necessário para manusear a direção, fazendo com que desta forma a condução seja, de forma geral, mais precisa e confortável. Adaptada à velocidade de condução, a direção é mais suave para o condutor ao manobrar, aumentando a manutenção da trajetória ao conduzir rapidamente.



Novos motores
A MAN introduziu novos motores de seis cilindros em linha na Série TGS que permitem cumprir as normas de emissões em vigor na Europa. Com injeção direta common rail, o novo D15 é proposto em níveis de potência de 330 cv, 360 cv e 400 cv. Em comparação com o anterior MAN D20, o novo bloco de nove litros oferece mais potência, menos peso (230 quilogramas) e maior eficiência de combustível com uma cilindrada mais reduzida.

A marca alemã continua a disponibilizar o motor D26, que viu aumentar a potência em 10 cv e o binário em 100 Nm. Assim, as novas motorizações Euro 6 são: 430 cv, 470 cv e 510 cv. O camião agrícola TGS 18.510 da MAN possui o nível de potência mais elevado e encontra-se associado a uma caixa de velocidades automatizada MAN TipMatic 12. O software de mudança de velocidades offroad, disponibilizado nos veículos de tração integral e ativado no seletor da caixa de velocidades na posição Dx, foi parametrizado para as deslocações em todo-o-terreno: evita saltos de velocidade e possui tempos mais curtos nas passagens de caixa, bem como rotações mais elevadas de mudança de velocidade para evitar que a força de tração da propulsão seja interrompida.

Igualmente nova é a posição Dp do interruptor para o programa de mudanças Performance, que se destina a situações que exigem um comportamento de condução mais ágil do que económico, com uma estratégia orientada para a potência.



Para atividades agrícolas e florestais, a MAN lançou um modelo especial XLION Traction, que apresenta a inscrição XLION nas portas da cabina, remetendo para os camiões especiais de transporte de longo curso, construção e distribuição. O X, que faz parte do nome do “camião modelo leão”, significa “extremo”.

Por outro lado, as laterais da cabina também podem ser decoradas com o desenho de um leão. Os pacotes XLION combinam equipamentos de série de alta qualidade e específicos para cada segmento, com extras e pacotes de serviços adaptados de forma especifica para cada país. Além do sistema de som MAN, as luzes LED de circulação diurna e a funcionalidade ABS para a operação em todo-o-terreno também fazem parte do pacote para utilização no estaleiro. Este pacote inclui, entre outras características, um desenho com uma configuração do espaço interior menos propensa à sujidade na cor Urban Concrete, uma chapa defletora de ar sob o motor para o proteger das partículas de pó, um degrau de acesso ao lado do condutor com corrimão de grande aderência no tejadilho ou uma grelha de proteção contra projeção de pedras do lado da frente do radiador. A marca alemã também propõe condições especiais de assistência após-venda aos modelos especiais XLION, que estão disponíveis nos contratos de manutenção Service Contract Comfort e Comfort Super. Em função das necessidades locais, as organizações de vendas podem oferecer e adicionar pacotes especiais no equipamento, nas condições de financiamento e no volume de manutenção.

As conversões dos chassis e dos tratores são efetuadas por empresas certificadas pela MAN. Em função do tipo de tarefa, trata-se da MAN Individual e de fornecedores de conversão qualificados pela marca.

O camião agrícola MAN TGS oferece uma elevada flexibilidade durante todo o ano e uma base rentável para a empresa. Após a conclusão dos trabalhos de campo e de colheita, os pneus podem ser trocados rapidamente por outros com menor desgaste e resistência ao piso, possibilitando a execução de tarefas de transporte realizadas principalmente em estradas asfaltadas com semirreboques.

por Carlos Moura Pedro
1975 pessoas leram este artigo
743 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
 
 
 
 
 












RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA