segunda-feira, 9 de Dezembro de 2019

 
caetano 468x60
Passageiros & Mobilidade
21-11-2019
Investimento de 307M€
Consórcios concorrentes à expansão da rede do Metro do Porto com 90 dias para apresentar propostas
Os concursos para a expansão da rede do Metro do Porto continuam em marcha e, desde terça-feira, os consórcios concorrentes dispõe de 90 dias para preparar e apresentar propostas para as empreitadas. As obras da Linha Rosa e da Linha Amarela representam um investimento total de 307 milhões de euros, estando previsto o seu arranque nos próximos meses.

Com a aprovação pelo Conselho de Administração da Metro do Porto dos relatórios dos júris dos concursos, para a fase de pré-qualificação, os concorrentes foram agora convidados a apresentar propostas para a execução da Linha Circular (Linha Rosa), Aliados/Praça da Liberdade – Casa da Música/Boavista, com o preço base de 175 milhões de euros, e para a extensão da Linha Amarela, desde Santo Ovídio a Vila d’Este – com o preço base de 95 milhões de euros.

Os consórcios pré-qualificados para os dois procedimentos são os seguintes:
  1. Mota-Engil, Engenharia e Construção, S.A. / Spie Batignolles International / Mota-Engil Railway Engineering, S.A.;
  2. SACYR SOMAGUE, S.A. / DST - Domingos da Silva Teixeira, S.A. / SACYR NEOPUL, S.A. / LUCIOS - Lucio da Silva Azevedo & Filhos, S.A.;
  3. ACCIONA CONSTRUCCIÓN, S.A. / Casais - Engenharia e Construção, S.A.;
  4. Alexandre Barbosa Borges, S.A. / Construcciones y Promociones Balzola SA / Geotunel, S.L. / Azvi SA - Delegación Madrid;
  5. Zagope - Construções e Engenharia, S.A. / COMSA Empresa Constructora (Construcciones Miarna / Fergrupo - Construções Técnicas e Ferroviarias, S.A. / COMSA INST Y SIS INDUS SA;
  6. Teixeira Duarte - Engenharia e Construções, S.A. / EPOS -Empresa Portuguesa de Obras Subterrâneas, SA / Somafel - Engenharia e Obras Ferroviárias, S.A.;
  7. Ferrovial Agroman, S.A. / Alberto Couto Alves, S.A.

Segundo a Metro do Porto, os concorrentes têm agora 90 dias para submeter as suas propostas, cabendo depois ao júri dos concursos, segundo os critérios de avaliação – qualidade técnica das propostas e preço -, propor a adjudicação das obras. As empreitadas vão decorrer entre 2020 e 2023 e incluem a construção de seis quilómetros de linha e sete estações. Os estudos relativos e esta expansão do Metro do Porto apontam para um cenário de conquista de mais de dez milhões de novos passageiros anuais, com todos os impactos ambientais positivos que daqui decorrem.

A construção da Linha Rosa, entre as estações de S. Bento e da Casa da Música, tem um prazo de execução de 42 meses, sendo o prolongamento da Linha Amarela entre Santo Ovídio e Vila d’Este a executar em 34 meses. O investimento global considerado para a expansão é de 307 milhões de euros, valor que inclui as empreitadas objeto dos presentes concursos, bem como os encargos relativos a concepção e projeto, expropriações, fiscalização e instalação dos sistemas de sinalização e apoio à exploração.
por: Pedro Venâncio
533 pessoas leram este artigo
63 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  
BP Toolbox

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 












RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA