terça-feira, 17 de Setembro de 2019

 
TIS  468x60
Passageiros & Mobilidade
20-08-2019
Expansão da rede
11 empresas pré-qualificadas para a expansão do Metro do Porto
A Metro do Porto revelou hoje o número de empresas candidatas para assumir as obras de expansão do Metro: seis empresas para a execução da Linha Rosa e sete para a Linha Amarela.

Na página oficial da Metro do Porto, pode ler-se que “os júris dos concursos para as empreitadas de expansão da rede do Metro do Porto apresentaram já os respetivos relatórios preliminares, sendo consideradas aptas sete empresas e consórcios no âmbito do concurso (...) de execução da extensão da Linha Amarela, desde Santo Ovídio a Vila d’Este, (...) e seis empresas/consórcios no âmbito do concurso (...) para empreitada de execução da Linha Circular (Linha Rosa), Aliados/Praça da Liberdade – Casa da Música”.

Segundo o Negócios, Mota-Engil, Teixeira Duarte, Lena, Zagope, Alexandre Barbosa Borges (ABB), Sacyr Somague e Acciona lideram os consórcios que serão convidados pela Metro do Porto a apresentar propostas.

Entre os consórcios, destaque ainda para a união entre a Mota-Engil Engenharia e Construção com a francesa Spie Batignolles e a Mota-Engil Railway Engineering; a Sacyr Somague com a Domingues da Silva Teixeira (DST), a Sacyr Neopul e a Lúcios; a Zagope com a espanhola Comsa; a Teixeira Duarte com as participadas EPOS e Somafel; a ABB com as empresas espanholas Construcciones y Promociones Balzola, Geotunel e Azvi; e a Lena Engenharia e Construção com o agrupamento China Railway Tunnel Group.

O mesmo órgão de comunicação social escreve ainda que a Acciona Construcción vai formar consórcio com a portuguesa Cascais, mas somente para a linha Amarela (já que foi excluída da linha Rosa).

Entre as empresas e consórcios excluídos destaque para a espanhola Ferrovial Agroman com a Alberto Couto Alves; o agrupamento BG – Build Grow com a Power Constrution Corporation of China e a Sociedade Portuguesa de Fundações Especiais; a Ilhaugusto; a Ramalho Rosa Cobetar; e a Conduril.

No âmbito desta fase de pré-qualificação, “segue-se agora o período de audiência prévia no qual os candidatos podem apresentar as suas questões e eventuais reclamações”, assegura a empresa. “Posteriormente a esta fase, a Metro do Porto convidará as empresas pré-qualificadas a apresentarem a respetiva proposta de preço para a execução das duas empreitadas de expansão da rede”.

Recorde-se que o investimento global para a expansão da rede do Metro do Porto situa-se na ordem dos 307 milhões de euros.
por: Pedro Venâncio
769 pessoas leram este artigo
91 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 












RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA