terça-feira, 17 de Setembro de 2019

 
RL 468x60
Carga & Mercadorias
05-08-2019
Ministério do Mar
Navegabilidade fluvial no Tejo vai “descongestionar a malha urbana de Lisboa”
A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, afirmou que a retoma da movimentação fluvial de mercadorias no rio Tejo vai contribuir para uma redução significativa da emissão de gases com efeito de estufa e permitir “descongestionar a malha urbana de Lisboa”.

À margem da apresentação do Estudo de Mercado, de Avaliação Económico-Financeira e de Operacionalização da Navegabilidade do Estuário do Tejo, Ana Paula Vitorino destacou ainda esta possibilidade como “uma alternativa eficaz ao transporte ferroviário e rodoviário nas entradas e saídas do porto de Lisboa”.

Apesar deste transporte não estar ainda regulado nem ter alinhamentos que o permitam fazer com regularidade, a governante sublinhou a diminuição do impacto ambiental e a retirada de centenas de camiões das estradas por cada desembarque.

O Ministério do Mar tem como objetivo que o transporte de mercadorias no rio Tejo chegue à plataforma logística de Castanheira do Ribatejo até ao final de 2020, todavia, “para fazer o transporte efetivo de mercadorias, em condições de segurança, alinhamento e profundidade adequada, é necessário fazer as dragagens para se aprofundar o rio e as barcaças poderem navegar”, disse a ministra do Mar.
por: Pedro Venâncio
778 pessoas leram este artigo
129 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 












RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA