sábado, 19 de Outubro de 2019

 
caetano 468x60
Passageiros & Mobilidade
18-03-2019
Metropolitano de Lisboa
Candidatos podem entregar propostas até 12 de julho
O Metropolitano de Lisboa qualificou quatro candidatos no âmbito do concurso limitado por prévia qualificação para a «Aquisição de material circulante e de sistema automático de comboios para a rede do Metropolitano de Lisboa. Tal como já tinha sido anunciado, os candidatos qualificados são os consórcios formados pela CRRC Tangshan/Thales, CAF/Bombardier, Stadler/Siemens e ainda a Alstom. Segundo o Metro, “os candidatos qualificados têm agora até às 23:59 horas do dia 12 de julho de 2019 para apresentarem as propostas para Aquisição de material circulante e de sistema automático de comboios para a rede do Metropolitano de Lisboa, E.P.E. (1.ª Fase). O presente investimento irá permitir a aquisição de 14 novas unidades triplas (42 carruagens) e a contratação de um sistema internacionalmente designado de CBTC- Computer Based Train Control. Estas novas aquisições representam um profundo salto qualitativo na operação, na programação e na gestão da rede do Metro”.
Relativamente à aquisição do novo material circulante, o mesmo proporcionará a “melhoria da oferta de comboios e serviços do ML; maior conforto para os clientes e maior ergonomia para o maquinista; melhorias de acessibilidade para clientes de mobilidade condicionada; um sistema de comunicação com os clientes com informação variável e flexível; um sistema de segurança e vídeo vigilância mais modernos; e a supervisão técnica do comboio em linha com a tecnologia do séc. XXI". Já o sistema CBTC previsto neste investimento irá permitir um controlo contínuo do movimento dos comboios, garantindo a não ultrapassagem de pontos de paragem e dos limites de velocidade em cada ponto da rede; a substituição do sistema de controlo de passagem de sinais proibitivos, instalado nos anos 70 e já obsoleto e sem fabrico; e registos técnicos e operacionais que facilitem o diagnóstico de avarias e análise de incidentes. Este sistema associado aos novos comboios permitirá, igualmente, um aumento da frequência e da regularidade do serviço público de transporte prestado pelo Metropolitano de Lisboa garantindo, de um modo mais eficaz, a oferta de comboios, em número e frequências mais adaptados às necessidades do serviço público e com segurança acrescida. O Metropolitano de Lisboa prevê como data limite da entrada em funcionamento do novo equipamento o ano de 2025.
por: Pedro Pereira
1981 pessoas leram este artigo
312 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  
BP Toolbox

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 












RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA