quarta-feira, 19 de Dezembro de 2018

 
RL 468x60
Carga & Mercadorias
29-10-2018
Autoestradas na Alemanha
Camiões a gás isentos da taxa de poluição
Os camiões a gás natural, com peso igual ou superior a 7,5 toneladas, vão estar isentos do pagamento da taxa de poluição das portagens nas autoestradas alemãs, a partir de janeiro de 2019. A medida foi aprovada pelo Parlamento Alemão e beneficia todos os camiões equipados com sistemas de propulsão alternativos, incluindo o gás natural veicular. O incentivo terá uma duração inicial de dois anos.
Em conjunto com os subsídios para a aquisição de veículos a gás natural anunciada no passado mês de julho para os veículos a GNL (12 mil euros) e GNC (oito mil euros), aquela isenção permite aumentar as vantagens financeiras destes veículos para os operadores de transportes alemães, com uma poupança entre 9,3 cêntimos a 18,7 cêntimos por quilómetro, em função da classe de peso.
“Menos de um mês depois de a Iveco ter feito história no Salão de Veículos Comerciais de Hannover de 2018, com o seu stand dedicado a zero emissões, e a demonstração da sua capacidade de oferecer sistemas de propulsão alternativas - elétricas, a GNC e a GNL -, o Parlamento Alemão aprovou a isenção do pagamento de portagens para camiões a GNC e a GNL”, comenta Pierre Lahutte, presidente da Iveco. “É também um complemento dos subsídios já anunciados em Junho para apoio à aquisição destes veículos. A Alemanha está num ponto estratégico da logística em termos europeus, portanto estas importantes decisões tomadas pelas autoridades germânicas irão acelerar drasticamente a penetração de propulsores alternativos a gás natural em todo o continente. O impacto será enorme. E agora estamos em Bolzano para a inauguração de um novo posto de abastecimento de GNL na rota de Brennero, que liga Itália, Áustria e Alemanha, onde vamos entregar à FERCAM, uma das maiores empresas de logística a operar em Itália e na Alemanha, o seu primeiro camião a GNL!”, acrescenta o responsável.
Para a Iveco, que tem vindo a apostar fortemente na tecnologia do gás natural veicular, esta medida, aprovada pelos deputados do Parlamento alemão, veio apoiar a sua já longa estratégia relativamente aos transportes sustentáveis, a qual define o gás natural veicular como uma tecnologia amadurecida.
“Em resultado dos mais de 20 anos de experiência no desenvolvimento e apoio a veículos movidos a gás natural, a Iveco lidera hoje o caminho, com uma oferta completa de veículos a GNC e GNL, desde o comercial ligeiro Daily NP, até ao primeiro camião de longo curso, o Stralis NP, o qual oferece as melhores vantagens em desempenho e conforto, juntamente com as vantagens económicas e ambientais do gás natural, com até 1.600 km de autonomia: a solução perfeita para poder beneficiar de todas as vantagens dos novos subsídios e isenções”, pode-se ler num comunicado desta marca italiana do grupo CNH Industrial.
A gama da Iveco compreende camiões a GNL e GNC capazes de satisfazer os requisitos específicos de praticamente todo os setores: do Stralis NP, ideal para transitários e missões em todo o tipo de distâncias, ao Eurocargo NP de 206 cv para missões urbanas e interurbanas, passando pelas opções de potência disponíveis para o Stralis NP (330 cv, 400 cv e 460 cv) para transporte de longo curso. Estes veículos oferecem todas as vantagens ambientais do gás natural, o combustível fóssil mais limpo. Face aos modelos equivalentes a gasóleo, geram menos 90% de NOx e menos 99% de partículas; no caso do biometano, a redução de CO2 atinge 95%.
por: Carlos Moura
579 pessoas leram este artigo
158 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 





Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA