quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

 

 
 
 
Artigos Relacionados
Não existem artigos relacionados


caetano 468x60
Carga & Mercadorias
04-03-2018
Portos secos
Grupo de trabalho tem de dar resposta em 2 meses
O grupo de trabalho criado pelo Ministério do Mar que irá estudar e desenvolver o conceito legal de porto seco, tem um prazo de dois meses para apresentar resultados sobre a criação de uma rede preferencial de plataformas em território nacional. Em declarações à imprensa, à margem da cerimónia de apresentação da JUL - Janela Única Logística, que teve lugar na passada sexta-feira em Sines, Ana Paula Vitorino, revelou que "vamos ter zonas no território, nomeadamente plataformas logísticas, onde existirão as mesmas condições de funcionamento, nestas perspetivas todas, financeira, de saúde, de defesa, de controlo de fronteiras, que existem nos portos". A governante salientou que "estamos a criar um grupo de trabalho para definir todo o quadro legal e também se existe um rede preferencial de implementação. Assinámos o despacho e dentro de dois meses têm que nos apresentar uma proposta". Recorde-se que o conceito legal de porto seco é uma das medidas previstas na Estratégia para o Aumento da Competitividade Portuária" e pretende facilitar a concentração e o desembaraço das mercadorias que circulam entre depósitos temporários em regime simplificado, aumentando a competitividade dos portos e do setor exportador nacional

por: Pedro Pereira
616 pessoas leram este artigo
51 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
Spinerg


  





Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA