quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018

 
RL 468x60
Passageiros & Mobilidade
01-03-2018
Corredor Internacional Norte
Empreitada troço Covilhã – Guarda foi adjudicada
No próximo dia 5 de março, tem lugar a cerimónia de consignação de empreitada de modernização do troço Covilhã – Guarda, na Linha da Beira Baixa, que inclui a construção da concordância das Beiras, troço de ligação entre a linha da Beira Alta e a linha da Beira Baixa.

A obra de modernização do troço da Linha da Beira Baixa entre a Covilhã (quilómetro 165,194) e Guarda (quilómetro 211,694) foi adjudicada por 52 milhões de euros e a sua concretização, prevista para 2019, permitirá a reabertura à exploração ferroviária deste troço com 46 quilómetros, que se encontra encerrado à circulação ferroviária desde 2009.

A referida empreitada integra, também, a construção da concordância das Beiras entre a linha da Beira Baixa e a linha da Beira Alta.

A obra contempla intervenções como “renovação integral de 36 km de Via (a Infraestruturas de Portugal já executou a renovação em 10 km deste troço), a eletrificação total do troço a reabilitação de seis pontes ferroviárias, a remodelação de estações e apeadeiros (Maçainhas, Benespera e Barracão), a automatização e supressão de passagens de nível, a construção de sistemas de drenagem e execução de trabalhos de estabilização de taludes, a construção da concordância das Beiras – ligação entre a linha da Beira Alta e a linha da Beira Baixa, em via única eletrificada, com 1.500 metros de extensão. Inclui a execução de uma nova ponte ferroviária sobre o rio Diz, com uma extensão de 237,8 metros e a instalação de sinalização eletrónica e telecomunicações".

“Trata-se de uma intervenção de elevada importância na requalificação do caminho-de-ferro em Portugal, num troço que integra o Corredor Internacional Norte e cuja concretização potenciará a dinamização do transporte ferroviário, nas ligações inter-regionais e na ligação a Espanha”, esclarece comunicado da Infraestruturas de Portugal.

A presente ação integrará a candidatura a submeter no âmbito do COMPETE 2020, com a designação “Linha da Beira Baixa – Modernização do troço Covilhã – Guarda”, referente à qual se prevê um financiamento comunitário de 85%.

A cerimónia de consignação de empreitada contará com a presença do ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, e a comissária europeia dos Transportes e Mobilidade, Violeta Bluc.
por: Sara Pelicano
3607 pessoas leram este artigo
246 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
3 pessoas comentaram este artigo
Comentários
06-03-2018 0:12:58 por LUIS RIBEIRO
FINALMENTE MAIS UM PASSO EM FRENTE NA FERROVIA ESPERO QUE A ELETRIFICAÇAO SEJA RAPIDA E AS LINHAS SEJAM PARA BITOLA DUPLA COM UM BOM INTERCAMBIADOR DE LINHAS E QUE OS TRAINS INTERCIDADES OU ALFAS OU TGV POSSAM SER DA EMPRESA TALGO, DA ALSTOM OU DA SIEMENS.
05-03-2018 21:32:04 por Joaquim C.Fonseca
Estou morto para fazer a viagem Sta ApolóniaBelmonte como há muitos anos atras.
02-03-2018 11:25:04 por Daniel Conde
Sem debruçar muito sobre custos e proveitos, sendo que o custo por km não parece de todo desajustado em face a obras como via integralmente nova, electrificação e construção de uma nova ponte, é uma excelente notícia.A falta de planeamento permitiu que um corredor importantíssimo foram quantificados os custos decorrentes das interrupções na LBA nos últimos 10 anos, para os comboios de mercadorias que poderiam ter sido desviados pela LBB permanecesse uma década sem serventia para ninguém. Espero que, da parte da CP, seja também apresentada uma proposta sólida de prestação de serviços para o eixo elo Branco Covilhã Guarda comboios Regionais pintados de IC não contam.A concordância é uma novidade que faz todo o sentido.
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 





Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA