domingo, 20 de Janeiro de 2019

 
RL 468x60
Carga & Mercadorias
01-03-2018
Meio ambiente
Aliança para a descarbonização dos transportes liderada por Portugal
Portugal foi fundador da Aliança para Descarbonização dos Transportes (TDA, na sigla inglesa), juntamente com a França, Holanda, a Costa Rica e a plataforma para a Mobilidade e o Clima do Processo de Paris, e vai agora liderá-la num primeiro mandato, representado pelo secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes. Entretanto, já se juntaram aos países fundadores, o Canadá, a Finlândia e o Reino Unido. 

O objetivo é produzir um conjunto de soluções integradas que, no sector da mobilidade, ajudem a alcançar o objetivo de redução de emissões de gases com efeito de estufa e travar o aquecimento global.

A esta aliança, já se uniram empresas como o CEIIA – Centre of Engineering and Product Development (localizado em Matosinhos), a Michelin, a hidroelétrica ITAIPU-Binacional, Alston, a Copel - Companhia Paranaense de Energia e a portuguesa EDP, a Brisa, a DHL, a transportadora ferroviária francesa SNCF, a Heineken, a PTV, do grupo Volkswagen, e a Ernst & Young.

Os membros da TDA comprometeram-se com o objetivo da neutralidade carbónica em 2050. A aliança pretende, Segundo o jornal Público, "ter um papel relevante nos processos globais" associados às alterações climáticas e ao desenvolvimento sustentável. 
por: Sara Pelicano
1090 pessoas leram este artigo
368 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 





Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA