segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2018

 
ebike_supersoco
Passageiros & Mobilidade
16-01-2018
Concluiu Benchmark da LeasePlan
Frotas de baixas emissões podem eliminar 3 toneladas de CO2
O mais recente estudo da LeasePlan, intitulado ‘Sustainable Fleet Benchmark’, concluiu que as organizações participantes no Encontro Anual do Fórum Económico Mundial (FEM), em Davos, na Suíça, têm o potencial de eliminar até três milhões de toneladas de dióxido de carbono, através da mudança para frotas de baixas emissões.

Tex Gunning, CEO da LeasePlan, refere que “as empresas presentes em Davos poderiam eliminar três milhões de toneladas de CO2 simplesmente optando por uma frota de baixas emissões. O ‘Sustainable Fleet Benchmark’ da LeasePlan mostra como todas as frotas empresariais podem fazer a diferença na luta contra as alterações climáticas”.

O Benchmark da LeasePlan assinala a contribuição significativa que as frotas empresariais podem fazer na luta contra as alterações climáticas e destaca as várias organizações que já marcam a diferença pela utilização de frotas amigas do ambiente. O estudo concluiu que as 1.808 organizações presentes no FEM possuem no seu conjunto cerca de 813 mil veículos, emitindo 3,09 milhões de toneladas de dióxido de carbono para a atmosfera.

O responsável sublinha ainda que “cerca de metade dos carros na estrada pertencem hoje às empresas e a transição para frotas mais amigas do ambiente apresenta-se como uma das melhores formas de reduzir as emissões globais. A LeasePlan está empenhada em apoiar qualquer organização que deseje contribuir positivamente para este desafio histórico”.

À medida que a consciência ambiental aumenta de tom, muitas empresas começam a renovar a sua frota para viaturas de propulsões alternativas, nomeadamente veículos elétricos e híbridos plug-in. A título de exemplo, o número de veículos com propulsões alternativas nas frotas empresariais passou de 3,3% em 2015, para 4,3% em 2017. Contudo, é necessária uma ação contínua, já que as emissões de CO2 aumentaram em 2017 pela primeira vez desde 2012.
por: Pedro Venâncio
541 pessoas leram este artigo
66 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
1 pessoa comentou este artigo
Comentários
18-01-2018 12:01:09 por Mário Costa Macedo
Um saludo ao trabalho da LeasePlan. A Lease plan pode se quiser retirar todo o CO2 das emissões do sector da mobilidade em todo o mundo. É só ver o comunicado a baixo.Um up grade tecnológicoA GSYF INFORMA...A GSYF informa que, no quadro da parceria com o ISEL , deu um novo passo no desenvolvimento da sua tecnologia de produção de combustíveis sintéticos, com um novo processo de electrocracking de biomassa liquefeita em substituição da grafite, patente já requerida. A nova tecnologia representa uma evolução da tecnologia de eletroquímica de produção de gás de síntese usando electrodos de grafite, para um conceito próximo do de uma refinaria de biomassa liquefeita, com produção directa de CH4, sem passar pelo gás de síntese, e obtenção adicional de outros hidrocarbonetos de cadeia curta.É um processo 100 renovável usando eletricidade renovável, mais eficiente que o processo anterior e com custos inferiores de investimento e de operação. A expectativa e o desafio é a de se conseguir produzir combustíveis sintéticos a preços competitivos com os dos combustíveis fósseis. As aplicações e oportunidades de mercado são idênticas às anteriormente enunciadas armazenamento de eletricidade, backup de soluções offgrid eletrificação rural, gestão de redes de eletricidade, produção de combustíveis sintéticos para o mercado da mobilidade.Em 2018 a empresa pretende construir uma unidade piloto de 100 kW, para a demonstração a uma escala industrial da tecnologia desenvolvida, prevendo para o efeito a abertura do capital a novos acionistas.
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  



Spinerg


  




Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA