domingo, 19 de Novembro de 2017

 
CP_2017
Carga & Mercadorias
27-07-2017
No Tramagal
Mitsubishi apresentou Fuso eCanter
A Mitsubishi Fuso Truck, empresa do grupo Daimler, anunciou o início da produção em série do modelo Fuso eCanter, o primeiro veículo comercial de mercadorias 100% elétrico. A inauguração, na fábrica do Tramagal, em Abrantes, contou com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa e de Marc Llistosella, presidente e CEO da Mitsubishi Fuso Track e Bus Corporation.
"A partir de agora poderemos corresponder à cada vez maior procura de viaturas comerciais sem emissões para distribuição dentro de megacidades", comentou o responsável máximo da marca. “A nossa fábrica portuguesa não se limita a produzir para a Europa e para os Estados Unidos da América, também beneficia de uma estreita colaboração com as autoridades em Portugal e Lisboa que vem testando os veículos comerciais desde 2014".
Marc Llistosella, citado numa nota da Daimler, informou que já foram recebidas as primeiras encomendas e que o lançamento global foi agendado para "uma das mais icónicas megacidades, Nova Iorque, em setembro". A fábrica do Tramagal vai produzir a nova viatura Fuso eCanter, em simultâneo com a viatura comercial Fuso Canter convencional.
Segundo a empresa, "apenas os componentes específicos da propulsão elétrica estarão instalados em boxes específicas ao longo da linha de produção. As viaturas que saírem da linha de montagem do Tramagal, terão como destino clientes dentro da Europa e nos Estados Unidos no próximo mês".
O Mitsubishi Fuso eCanter tem uma autonomia de 100 quilómetros, valor que, segundo a marca, “é suficiente para os percursos diários feitos por este tipo de camiões em circulação urbana e suburbana”. A capacidade de carga varia entre duas e três toneladas, dependendo dos tipos de caixa e utilização, e o propulsor elétrico contém seis baterias de alta voltagem, com 420v e 13,8Kwh cada. De acordo com a Mitsubishi Fuso Truck, o eCanter permite “poupanças de 1000€ por cada 10 mil quilómetros quando comparado com os veículos com motor a gasóleo equivalentes”.
Ainda de acordo com a informação disponibilizada pela marca, os custos de operações serão mais baixos quando comparados com modelos equivalentes com motor Diesel, permitindo recuperar o investimento extra inicial em três anos. A fábrica do Tramagal emprega atualmente mais de 400 trabalhadores e exporta para cerca de 30 países europeus, Israel, Marrocos e Turquia.
por: Pedro Venâncio
629 pessoas leram este artigo
133 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  



Spinerg


  




Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA