segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

 
CP_2017
Passageiros & Mobilidade
19-06-2017
Em substituição de Manuel Queiró
Carlos Nogueira é o novo presidente da CP
O Governo nomeou Carlos Gomes Nogueira para o cargo de presidente do Conselho de Administração da CP – Comboios de Portugal, que assim substitui Manuel Queiró. Em comunicado, o Ministério do Planeamento e das Infraestruturas, revela que a Tutela já solicitou à Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública (CReSAP) os necessários pareceres com vista à nomeação do novo responsável daquela empresa pública. Carlos Gomes Nogueira é licenciado em Gestão e era até agora administrador executivo da Europartners. Entre 2011 e 2014, desempenhou funções executivas na Groundforce. Foi fundador e dirigente da Confederação do Turismo Português e membro do Conselho Diretivo do ISCTE. Para o cargo de vogais do Conselho de Administração, o Governo optou pela “prata da casa”, tendo nomeado Sérgio Abrantes Machado e Ana dos Santos Malhó. Sérgio Machado, licenciado em Engenharia Eletrotécnica é o atual diretor-geral da EMEF e no passado já tinha desempenhado diversas funções na TAP. Ana dos Santos Malhó é licenciada em Administração e Gestão de Empresas e integrava, desde 2013, o Conselho Diretivo da EMEF. Foi vogal do Conselho Fiscal da CP Carga e diretora financeira da CP.
Segundo o Ministério do Planeamento e das Infraestruturas, a nova direção da CP terá “como prioridades o desenvolvimento de uma política que contribua para a coesão territorial do país, a renovação estratégica do material circulante e a reestruturação orgânica da empresa”.

 
por: Pedro Pereira
2171 pessoas leram este artigo
55 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
4 pessoas comentaram este artigo
Comentários
22-06-2017 10:34:20 por Comboios Forever
FF, se em portugal o setor ferroviário está divido em Operadores/REFER é para permitir que empresas privadas também possam explorar serviços ferroviários é uma obrigação da ue. Em países como a Alemanha ou a França o que se faz são duas empresas separadas como a CP/REFER mas com uma holding por cima o que dá a impressão que só há uma empresa. Mas continua a haver duas empresas com CA diferentes, presidentes diferentes, etcAntes de 1997 só havia UMA empresa : a CP.
21-06-2017 14:56:21 por FF
Já pensaram em acabar de vez com CP REFER EMEF e a EP e Formarem uma empresa unica Chamada Portugal Transportes, é mais fino e menos dispediosa, com as respetivas areas de produção diferentes e responsabilidades iguais, concorrendo com os outros paises da UE.Mostrando que somos melhores que eles.
19-06-2017 20:28:43 por Comboios Forever
Luis se arranjar o dinheiro para isso sem problemas.A CP/EMEF não tem engenharia para conceber comboios de Alta Velocidade nem fabricas nem tecnicos nem NADA A Linha do Norte tem 2/3 modernizados para 220/250 km/h a custa de muitos MILHOES com os quais se poderia ter feito uma linha nova para 300 km/h. Saiba que os comboios de Alta Velocidade precisam de uma linha dedicada para atingir em segurança tais velocidade. Por isso a Linha do Norte não pode ser usada para isso. Por fim há prioridades muito mais importantes do que uma LAV LxPorto : Cascais, Regionais, Urbanos e Mercadorias precisam urgentemente de obras e modernizações
19-06-2017 16:00:47 por LUIS RIBEIROLISBOA.
SERÁ QUE É DESTA QUE A C.P. E A REFER JUNTAMENTE COM A EMEF VAI FABRICAR NOVOS COMBOIOS, COM A PREPARAÇAO JÁ PARA 300 KMH, VISTO QUE JÁ TEMOS CATENARIAS NOVAS, NO ENTANTO É NECESSARIO PREPARAR TAMBEM A LINHA DE RIO MAIOR E ESTUDAR MELHOR AS LIGAÇOES DO ENTRONCAMENTO E ELIMINAR AS CURVAS DE VILA FRANCA DE XIRA.
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  



Spinerg


  




Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA