terça-feira, 22 de Agosto de 2017

 
Carga & Mercadorias
06-01-2017
Mercadorias
Itália aposta no transporte ferroviário
A empresa estatal italiana FS vai constituir uma nova sociedade, a Mercitalia, exclusivamente dedicada à ferrovia que servirá para gerir todas as atividades de logística de transporte de mercadorias, avança a revista vialibre. A constituição desta nova sociedade surge com o objetivo de se alcançar uma quota no transporte ferroviário de 30% para o mercado doméstico, atualmente é de 5%, e aumentar o volume de exportações que saem do país por via férrea. Caso o plano se venha a concretizar com sucesso estima-se que a faturação passaria dos mil milhões de 2016 para 2.100 em 2026. A Mercitalia vai abarcar três empresas; a Mercitalia Rail, a Mercitalia Logistic e a Mercitalia Terminal. No total, contará com quatro mil funcionários e receberá um investimentos no valor de 1.500 milhões de euros, dos quais 1.100 destinam-se a material circulante.

A FS propõe-se ainda, com a Mercitalia, a aplicar alguns conceitos de qualidade do transporte de passageiros, com as mercadorias, como horários pré-estabelecidos e credíveis e sistemas de monitorização. Será igualmente estudada a possibilidade de utilização de uma linha de alta velocidade para as mercadorias, que constituem apenas mil quilómetros em Itália, sendo os restantes 24 mil quilómetros de rede convencional.Quanto aos transportes internacionais, Mercitalia deve tirar proveito das possibilidades oferecidas pela linha transversal que liga a fronteira francesa com a parte eslovena do Corredor Europeu Mediterrâneo que ligará Portugal e Kiev.
por: Miguel Pedras
891 pessoas leram este artigo
243 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
2 pessoas comentaram este artigo
Comentários
22-06-2017 23:12:01 por luis ribeiro
há muito tempo que deveriamos ter o corredor ferroviario com uns bons terminais prontos, basta por as linhas europeias a funcionar e com bons trains para puchar e a eletrificaçao urgente, se queremos crescer e nao estar dependente dos camioes já ultrapassados.
13-01-2017 11:57:42 por Pedro Malheiro
Penso que o mesmo caminho deveria ser seguido por Portugal. Com bons caminhos de ferro a ligar Portugal ao centro da Europa, o país deixaria de ser periférico, deixaria de fazer sentido falar em periferia. Com o implemento destas medidas a economia portuguesa ficariam muito mais forte...
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  



Spinerg


  




Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA