quarta-feira, 24 de Maio de 2017

 
Passageiros & Mobilidade
03-10-2016
No 1º semestre de 2016
Transportes públicos receberam mais de 4500 reclamações
Entre janeiro e junho deste ano, foram registadas mais de 4500 queixas relativas aos transportes públicos em Portugal, avança o Diário de Notícias. De entre os modos de transporte, o rodoviário salienta-se por ter sido o que mais reclamações acumulou no primeiro semestre de 2016. Segundo a Autoridade da Mobilidade e do Transporte (AMT) o setor rodoviário obteve 2.273 reclamações, mais de metade do número total. Por seu turno, coube ao setor ferroviário 41 por cento das queixas, 1.870 no total, e o setor fluvial recebeu 293 reclamações. Registando o setor portuário apenas três reclamações. O desagrado dos utentes deve-se maioritariamente ao "incumprimento", à "não afixação de horários" e ao "cancelamento do serviço sem aviso prévio", sendo que, segundo a AMT, foram registadas, em média, 25 reclamações por dia.

A empresa que mais reclamações recebeu foi a TST - Transportes Sul do Tejo (com 448), seguindo-se a Carris (257), a Rede Expressos (109), a Transdev (84) e a Vimeca (61). Em sexto lugar está a Scotturb (58), seguida da STCP - Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (49), da Barraqueiro (40), da Eva Transportes (34) e da UTC - União de Transportes dos Carvalho (33).

No setor ferroviário salienta-se o Metropolitano de Lisboa (878), seguido pela CP (655), a Fertagus (193), o MTS - Metro Transportes do Sul (84) e o Metro do Porto (55).

Já no que concerne ao setor fluvial, as 293 reclamações estão distribuídas pela Transtejo (206) e pela Soflusa (87).
por: Miguel Pedras
1278 pessoas leram este artigo
326 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
2 pessoas comentaram este artigo
Comentários
25-12-2016 10:34:09 por José Ribeiro
No dia 23DEZ 2016 a tst não efetuou a carreira 102 Forum Cacllhas das 17h00, no dia 25 DEZ 2016 a mesma carreira não se efetuou ás 05h55 e as carreiras para Lisboa devido ás festas de Natal começaram ás 07H00, isto para quem começa o trabalho mais cedo e está dependente dos transportes públicos para chegar a Lisboa ficou prejudicado no serviço.E foi ver pessoas a abandonarem as paragens para tomarem outras soluções se as tiveram. Claro que a maioria das pessoas desabafam mas não se queixam por isso as 455 queixas registadas vão concerteza para mais do dobro e eu aqui deixo a minha indignação e vamos ver se a revolução de que se fala nos transportes também chega à margem sul, e se a alinea da compensação pelos prejuizos, com recibos de despesas apresentados vem contenplado numa próxima lei a bem da nação.
03-10-2016 22:06:42 por daniella costa
No meu caso e um absurdo o 753 nao funcionar aos fins de senama. Em uma cidade como Lisboa que o turismo e maior fonte de renda e existe muita gente que trabalha nos hoteis e vive na margem sul e aos fins de semana tem que dar a volta em LIsboa para ir para o Marques de POmbal,no meu caso levo apenas 10m da minha casa a amoreiras quando utilizo o 753 durante a semana
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  



Spinerg


  





Samskip







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA