terça-feira, 25 de Abril de 2017

 
Carga & Mercadorias
30-06-2016
Cinco milhões de euros
Grupo ETE investe no reforço da operação fluvial
O Grupo ETE está a investir cinco milhões de euros no reforço da operação fluvial, que incluiu a construção do novo rebocador-empurrador “Baía do Seixal” e de um novo cais fluvial em Castanheira do Ribatejo.
O rebocador-empurrador “Baía do Funchal” representou um investimento de dois milhões de euros e foi batizado nos estaleiros da Navaltagus, onde foi construído, numa cerimónia que contou com a presença da ministra do Mar e madrinha do navio, Ana Paula Vitorino, do secretário de Estado das Pescas, José Apolinário, do presidente da Câmara Municipal do Seixal, Joaquim Santos, do CEO do Grupo ETE, Luís Nagy, entre outros convidados.
Com um comprimento total de 16,5 metros, uma largura de 8,8 metros, um pontal de 3,65 metros e um calado de 2,38 metros, o “Baía do Seixal” é o “primeiro rebocador-empurrador do género construído em Portugal”, afirma Miguel Trovão, diretor da Navaltagus, adiantando que se trata de uma “embarcação inovadora, pelo baixo calado, comprimento reduzido e elevada potência, o que permite operações em zonas estreitas e sinuosas de rios e com fundos baixos”. O “Baía do Seixal” carateriza-se ainda por dispor de uma ponte elevatória e de estar preparado para poder utilizar gás natural liquefeito (LNG). “Este momento é também um marco importante para a construção naval no Seixal, já que não se construíam rebocadores no estuário do Tejo pelo menos desde 1990”, salienta o diretor da Navaltagus. “Espero que este seja o primeiro de muitos, já que foi especialmente desenhado para vencer os constrangimentos colocados à navegação fluvial, quer no rio Tejo, quer no Douro.”
Por sua vez, Luís Figueiredo, acionista e administrador do Grupo ETE, refere que o “investimento de dois milhões de euros nesta inovadora embarcação que ficará ao serviço da Empresa de Tráfego e Estiva, permite ao Grupo ETE reforçar a sua posição de maior operador no transporte fluvial de mercadorias em Portugal, com mais de 2 milhões de toneladas movimentadas anualmente, mas também cria condições para a aposta estratégica do país no transporte fluvial de mercadorias.”
 

Pelo seu lado, o CEO do Grupo ETE, Luis Nagy, fez questão de salientar que para poder manter as atividades que o Grupo ETE desenvolve e possa continuar a investir, “é imprescindível que o Estado dê às empresas portuguesas que atuam nas áreas da Operação Portuária, do Transporte Fluvial de Mercadorias e do Transporte Marítimo, condições e apoios semelhantes aos existentes nos restantes países comunitários”.
Além do rebocador-empurrador “Baía do Seixal”, o Grupo ETE tem em curso um projeto para a construção e exploração de um novo cais fluvial em Castanheira do Ribatejo, que implica um investimento faseado de três milhões de euros, dos quais um milhão na construção e dois milhões em equipamento. O estudo de impacto ambiental encontra-se, desde março em fase de apreciação pela APA - Agência Portuguesa do Ambiente, devendo ser aprovado até ao verão. Para o efeito, o Grupo ETE constituiu a empresa Companhia do Porto da Castanheira, que assegurará a movimentação de contentores e outras mercadorias junto à Plataforma Logística de Lisboa Norte. Este cais servirá o transporte fluvial, desenvolvendo o intermodalidade do porto de Lisboa, pois fará a ligação entre os diversos terminais deste porto e aquela zona logística, contribuindo de forma significativa para o descongestionamento rodoviário no perímetro urbano de Lisboa, estimando-se uma redução de 250 camiões por dia, podendo atingir uma redução de 750 camiões/dia. A obra deverá arrancar no final do ano, prevendo-se o início da operação para o verão de 2017.
 

 
por: Carlos Moura
1169 pessoas leram este artigo
358 pessoas imprimiram este artigo
1 pessoa enviou este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  



Spinerg


  





Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA